6 de jul de 2016

Nezim - Um jardinense criativo

Exposição do carro de Nezim na 1ª Expoart da E.E.M Dr. Romão Sampaio- 1999


Desde o surgimento da raça humana o homem tem procurado desenvolver-se no tempo e no espaço, passando a estudar novos meios de vida, dando forma aos seus sonhos mais ousados, criando, transformando, na intenção de melhorar o mundo, de trazer mais progresso, de promover cultura e tecnologia.
O homem se destaca pela sua capacidade de criar e recriar novas tecnologias que venham satisfazer suas necessidades.
Jardim se destacou neste sentido por meio de um gênio chamado Manoel Pereira Matias (Nezim), que foi motivo de orgulho para sua família e muitos jardinenses que valorizam as mentes criadoras.
Manoel Pereira Matias (NEZIM) filho de Alcides Pereira Matias e maria Pereira Matias, natural de jardim, desde cedo trabalhou no ramo de serralharia, alimentando também o sonho de criar seu próprio carros com os recurso disponíveis que possuía.
Foi então que no ano de 1986, começou a projetar o seu primeiro carro a partir de um estico de triciclo, mas sua experiência foi um fracasso. Porém Nezim não desistiu e três anos mais tarde iniciou um outro, sendo que este já se movia impulsionado por um motor de casa de farinha. Mais uma vez nada dera certo.
Nezim não desistia, continuava colocando em prática seu sonho, dotado de uma paciência que só os gênios possuem. E foi então que em 1991 dava inicio a um novo projeto, e desta vez a sua ousadia genial ia longe. Nezim projetou e deu inicio a sua nova façanha: adaptar o motor de uma moto para um carro.
A primeira coisa que ele disse ter feito, foi procurar colocar a marcha “RÉ” no motor da moto, coisa que todos sabem não existe, mas ele conseguiu, provando mais uma vez a capacidade criadora do homem.
Logo depois, passou a fabricar o comando de direção do pequeno automóvel, trabalho todo artesanal. As engrenagens altamente complexas para as manobras, como acelerador, direção e principalmente a fuzilagem que forma o design do carro, tudo feito em máquinas que ele mesmo desenvolveu para sua própria mão de obra.
Entre outras criações, possuiu dentro do seu estabelecimento, muitas outras invenções da sua mente genial que o ajudaram no trabalho que desenvolveu aqui em Jardim.
Nezim morreu em 03/07/2002 aos 36 anos.

“Vejo com clareza e em perfeito funcionamento, o que imagino fazer, mesmo sem saber por onde começar.”
Nezim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários