20 de mar de 2011

Pesquisa Qwiki

Usando a palavra Brazil, como termo de pesquisa na enciclopédia multimídia Qwiki, encontrei o seguinte trecho, narrado em inglês. Brasil, é o quinto país do mundo, tanto pela área geográfica quanto pela população com mais de 190 milhões de pessoas. É o unico pais das Américas onde se fala a Língua Portuguesa e o maior país lusofono do mundo. Banhado pelo Oceano Atlântico ao leste, tem um litoral com mais de 7491 km. Tem a oitava maior economia do mundo em PIB nominal e a sétima maior pela paridade do poder de compra. Brasil é um dos mais rápidos do mundo em crescimento econômico.As reformas económicas deram ao país novo reconhecimento internacional.



View Brazil and over 3,000,000 other topics on Qwiki.

1 de mar de 2011

TV Escola - Atividade Interdisciplinar

Baseado no documentário PIERRE AUGUSTE RENOIR, episódio da série OS IMPRESSIONISTAS, uma equipe de professores elaborou uma proposta de atividade interdisciplinar, envolvendo conteúdos de História, Artes Visuais e Música. Indicado para alunos do 2º Ano do ensino médio, o projeto tem como título: Arte como Possibilidade: Diálogos de Renoir com o seu Tempo.
A atividade encontra-se no site da TV Escola na série de programas Sala do professor




Renoir é, sem dúvida alguma, um dos mais famosos pintores de todos os tempos. Ele afirmava que a vida já é repleta de muitas coisas tristes e desagradáveis e, portanto, procurava sempre realizar trabalhos que retratassem o belo e aquilo que o deixava feliz. As cenas registradas por seus pincéis mágicos sempre mostram o lado agradável, a felicidade e a paz. Talvez por isso tenha sido um dos pintores mais populares do seu tempo.

Renoir pintou mais de 3 mil quadros que hoje enfeitam museus e galerias, além de residências no mundo inteiro. Sem dúvida é um dos artistas mais conhecidos e apreciados. Por que isso? Talvez pela sua maneira de procurar sempre retratar o que é bonito e agradável e deixar os problemas e as coisa feias para o universo do mundo real. Para o seu mundo de artista Renoir levava unicamente o que lhe fazia bem aos olhos e a alma. Por isso é fácil gostar de sua arte: não precisa ser interpretada ou lida de modo intelectualizado e nem confrontada com princípios ou idéias. Sem ser revolucionário e sem radicalizar contra qualquer conceito, Renoir firmou-se por uma aceitação quase universal. A sua idéia não era exatamente retratar a realidade, mas a maneira como essa realidade lhe causava uma impressão no instante dado. Junto com outros, como Monet que era seu principal amigo, criou assim a escola impressionista, em Paris, no final do século XIX.

Nos últimos 20 anos de sua vida, Renoir sofreu cada vez mais intensamente de artrite e não conseguia segurar o pincel para executar a sua paixão de pintar. Longe de deixar-se vencer, o artista mandava que lhe amarrassem os pincéis no braço e continuou pintando assim mesmo, até a morte. A sua determinação em continuar demonstra uma firmeza de caráter e significa também uma declaração de amor à pintura e a arte. Todos os obstáculos precisavam ser vencidos, desde que continuasse pintando. E assim foi, até o fim, quando nasceu para a eternidade. O pintor nasceu em 1841 e viveu até 1919, pouco depois de terminada a primeira guerra mundial. Ficou conhecido como "O Pintor da Vida".

Fonte da pesquisa: http://www.cyberartes.com.br