19 de ago de 2008

Exposição de Nísia Floresta em Jardim

Uma mulher à frente de seu tempo. Educadora, abolicionista, escritora.

Em Jardim, a Exposição Nísia Floresta - Uma mulher à frente do seu tempo poderá ser apreciada pelo público da cidade, na EEFM Dr: Romão Sampaio dos dias 18 a 22 de agosto, para aqueles que gostam de conhecer um pouco da história por meio de personalidades que marcaram época.
A mostra integra o Projeto Memória realizado pela Fundação Banco do Brasil, que objetiva resgatar, difundir e preservar a cultura brasileira, homenageando personalidades que ajudaram a construir a história do país. Este ano, a educadora e escritora Nísia Floresta, também a primeira brasileira a se manifestar publicamente contra a opressão vivenciada pelas mulheres é a grande homenageada.
Instalada no pátio interno da Escola a exposição conta com banners onde se poderá saber da história de vida e luta de Nísia através de uma linha cronológica. A visitação está aberta ao público das 08 até as 21 horas, diariamente. Também estão convidadas todas as escolas da rede pública e privada.

Nísia Floresta foi escritora e educadora. Por seu empenho na luta por uma educação feminina igualitária, é considerada a precursora dos ideais feministas no País. Nasceu em 1810, em Papari, no Rio Grande do Norte, tendo vivido também em Pernambuco, no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro, passando seus últimos 28 anos na Europa. No velho Continente, escreveu livros em francês e em italiano, além de publicar traduções de suas primeiras obras, já consagradas no Brasil. Tornou-se amiga de importantes intelectuais daquele tempo, entre eles o filósofo francês Augusto Comte. Morreu aos 75 anos, deixando um total de 15 obras, que abordam não só o teme da situação da mulher no século XIX, mas também a escravidão, o índio e as belezas de seu país.http://www.projetomemoria.art.br/